Periquitos-catarina

Escrito por Bärbel Edel
Parakeets

Os periquitos-catarina precisam de viver com companheiros.

Os periquitos-catarina são aves coloridas com uma personalidade muito doce e calma. No entanto, estas aves são também muito ativas e precisam de oportunidades para voar livremente. Por fim, os periquitos-catarina em estado selvagem vivem em bandos, e por isso quando em cativeiro devem viver com outros companheiros, caso contrário ficam tristes e perdem a sua natural vivacidade.

Aspeto dos periquitos-catarina

Os periquitos catarina (Bolborhynchus lineola) são originários da América Central e do Sul. A cor da plumagem destas aves é geralmente verde-clara, mas com penas azuis-escuras. Estas cores estão perfeitamente adaptadas às características das florestas onde estas aves vivem em estado selvagem.

A criação orientada em cativeiro permitiu o aparecimento de outras cores. Assim, atualmente existem periquitos-catarina com plumagem azul, amarela, cinzenta e bege. As fêmeas e machos não apresentam diferenças evidentes, no entanto, os machos costumam ter uma plumagem ligeiramente mais escura do que as fêmeas

Qual o tamanho dos periquitos-catarina?

Estes periquitos medem entre 16 e 17 centímetros em adultos, sendo que a cauda mede cerca de 6 centímetros. As asas abertas medem cerca de 10 centímetros de comprimento. Por fim, em termos de peso, estas aves atingem entre 50 e 60 gramas.

Periquito-catarina esverdeado num ramo de árvore
Os periquitos-catarina medem cerca de 16 centímetros e são originários da América Central e do Sul.

Em primeiro lugar, é importante sublinhar que estas são aves extremamente sociáveis. Em estado selvagem, os periquitos-catarina vivem em bandos com até 20 elementos e, por isso, em cativeiro nunca devem viver isolados. Assim, deve ter pelo menos 3 casais.

Aves que precisam de companhia

Os machos e fêmeas de periquito-catarina vivem como um casal e passam muito tempo juntos, com grande proximidade física. Assim, se um membro do par falecer, deve dar um outro companheiro à ave sobrevivente.

Estas pequenas aves são também bastante inteligentes e, em estado selvagem, são bastante ativas. Em cativeiro deve dar-lhe condições de vida o mais aproximadas possível das originais. Assim, deve ter vários periquitos catarina, numa gaiola espaçosa e onde as aves possam exercitar-se. Por fim, estas são aves diurnas que dormem cerca de 10 horas por noite.

Os periquitos-catarina aprendem a falar?

Os periquitos-catarina são mais calmos do que outros periquitos. Mas ainda assim emitem sons muito variados, desde assobios, chilreios, arrulhos ou mesmo rosnados. No entanto, estas aves não aprendem a falar.

Ataques de pânico

Se um periquito-catarina se assustar, o mais provável é que ele voe rapidamente sem medir as consequências. Nessas situações, a ave pode embater contra as grades da gaiola ou contra outros obstáculos e ferir-se com gravidade. Assim, tenha cuidado para não assustar os seus periquitos. Ao aproximar-se da gaiola anuncie a sua presença calmamente e de longe, desse modo evita que as aves entrem em pânico.

Como mencionado acima, estas aves são muito sociáveis e viverem com pares é essencial. Além disso, o espaço onde vivem deve ser suficientemente grande para que todos possam mover-se à vontade.

Espaço seguro para voar livremente

Idealmente os periquitos-catarina devem viver num espaço aberto, ou seja, uma divisão da casa onde também esteja uma gaiola para dormir. Em alternativa, pode ter um aviário grande. Mas nesse caso, as aves devem poder sair do aviário e voar livremente num espaço seguro várias horas por dia. Lembre-se que manter as aves sempre na gaiola não é adequado, visto que para estas aves é absolutamente essencial poderem voar livremente. Assim, o tamanho mínimo da gaiola por par é de 120 x 60 x 100 centímetro.

Em termos de localização, escolha um local calmo e luminoso para colocar a gaiola. No entanto, a gaiola não deve apanhar sol direto. Além disso, não coloque a casa das suas avesem zonas com correntes de ar ou com variações grandes de temperatura.

Equipamento da gaiola

Como já dissemos, estes periquitos têm imensa energia e a escalada é uma das suas atividades preferidas. Assim, inclua escadas, poleiros, cordas e baloiços na gaiola das suas aves. Os periquitos-catarina também gostam de tomar banho e, por isso, faz sentido colocar uma banheira na gaiola.

Coloque também caixas abertas, pequenas prateleiras ou ramos para as aves dormirem. Estes equipamentos devem ser colocados em locais relativamente elevados. Por fim, não se esqueça de deixar espaço livre para que as aves possam voar. Em termos de limpeza, a gaiola assim como todos os acessórios devem ser limpos uma vez por semana.

Para forrar o chão da gaiola pode usar um material absorvente como substrato de cânhamo. Quando limpar a gaiola, aproveite para trocar o substrato.

Na loja online zooplus encontra todos os acessórios que precisa para equipar a gaiola dos seus periquitos-catarina!

Periquito-catarina azul num poleiro
Uma gaiola vazia não é adequada para os periquitos-catarina. Assim, acessórios para fazer exercícios e espaço livre para voar são aspetos fundamentais numa gaiola.

Estes periquitos adoram comer. Em estado selvagem, estas aves alimentam-se principalmente de fruta, rebentos de folhas, sementes e ervas. Além disso, também comem larvas de besouros e outros vermes.

Misturas recomendadas

Para que os seus periquitos-catarina não fiquem com peso a mais, deve dar-lhes uma alimentação equilibrada. Especialistas variam um pouco em relação à proporção dos vários tipos de alimentos. Assim, alguns especialistas recomendam dar 50% de alimentos frescos, ou seja, fruta, legumes e ervas, e 50% de grãos. Outros especialistas consideram uma alimentação com 50% de fruta e legumes, 10% de ervas e 40% de grãos mais adequada.

Comida para periquitos-catarina

Existem excelentes misturas de grãos para periquitos com poucas ou nenhumas sementes gordurosas, por exemplo sementes de girassol, que pode dar às suas aves. Em termos de quantidade, dê uma a duas colheres de sopa a cada ave por dia.

Alimentos frescos

As seguintes frutas e verduras são adequadas para os periquitos-catarina:

  • Maçã
  • Cenoura
  • Funcho
  • Pimento
  • Chicória

Atenção: O abacate é venenoso para os periquitos catarina
Os seus periquitos-catarina também ficam muito contentes se lhes der ervas selvagens, como dentes-de-leão ou raminhos frescos de árvores de folha caduca para roerem.

Minerais

O aparelho gastrointestinal das aves está perfeitamente adaptado à digestão de frutas e vegetais. No entanto, para tornar a digestão mais fácil, as aves ingerem pequenas pedrinhas que ajudam a triturar a comida. Assim, dê às suas aves suplementos alimentares com minerais.

Importante: água fresca

Certifique-se que as suas aves têm sempre água fresca à disposição, especialmente nos dias mais quentes. Além disso, lave todos os dias os recipientes da água e da comida dos seus periquitos-catarina.

Os periquitos-catarina não costumam dar sinal de que estão doentes. Por consequência, muitas vezes os donos só se apercebem que há um problema com as suas aves quando a doença já está num estádio avançado. Assim, esteja sempre muito atento aos seus periquitos-catarina e aja rapidamente se notar alterações nos seus comportamentos.

Sintomas de doença

As seguintes alterações nos comportamentos e hábitos os periquitos podem ser um sinal de doença:

  • Perda de apetite e perda de peso
  • Aumento do apetite
  • Necessidade de dormir acima do normal ou apatia
  • Postura corporal estranha
  • Respiração pesada, balançar da cauda
  • Fezes com formas ou cores estranhas
  • Penas da cloaca coladas
  • Olhar opaco, sem brilho
  • Olhos inchados, fechados ou colados

Quantos anos vive um periquito catarina?

A esperança média de vida destas aves é de 10 anos. No entanto, com alguma sorte as suas aves podem viver mais anos.

Em termos científicos, os periquitos catarina pertencem à família Psittacidae e género Bolborhynchus. O nome científico desta espécie é Bolborhynchus lineola.

Habitantes de florestas e savanas

Em estado selvagem, os periquitos-catarina encontram-se nas florestas da América Central e do Sul. Ocasionalmente podem viver também em zonas mais áridas. Contudo, nos meses de verão, estas aves preferem viver em florestas de montanha, a uma altitude de pelo menos 1.500 metros. No inverno, os periquitos-catarina vão para zonas mais baixas, a cerca de 600 metros de altitude.

Onde comprar periquitos-catarina

Antes de comprar periquitos-catarina, observe bem as aves e verifique se elas estão alerta e se a sua plumagem é brilhante e uniforme. Além disso, certifique-se que as gaiolas estão limpas, cuidadas e que têm o tamanho adequado para a quantidade de aves.

Feiras e lojas de animais

Evite comprar aves em mercados ou feiras. As aves, assim como outros animais, são mantidos muitas horas fechados em pequenas gaiolas em ambientes muito agitados, o que as deixa extremamente stressadas. Além disso, também não é aconselhável comprar aves em lojas de animais visto que as condições em que as aves são mantidas não são as melhores.

Por fim, nunca tenha apenas um periquito-catarina. Estas aves precisam viver com outros semelhantes para terem uma vida equilibrada e saudável.

Preço de um periquito-catarina

O valor mínimo de um periquito catarina ronda os 60 euros.

Aspetos a considerar

Apesar dos periquitos-catarina serem calmos e silenciosos comparativamente a outras aves, eles costumam fazer barulho de manhã e ao fim da tarde. Assim, tenha em consideração o local onde vive, a sua família e os vizinhos. Em conclusão, se o barulho destas aves for um problema, escolha um outro animal de estimação.

Periquitos-catarina: Bilhete de identidade

  • Nome: periquito catarina; Nome científico: Bolborhynchus lineola
  • Tamanho: 16 -17 cm
  • Esperança media de vida: 10 anos
  • Estilo de vida: sempre aos pares em pequenos grupos. Nunca sozinhos.
  • Tamanho mínimo da gaiola: 120 x 60 x 100 cm
  • Comida: Fruta, vegetais, sementes
  • Grau de exigência: médio a alto

Bärbel Edel
Profilbild von Magazin-Autorin Bärbel Edel

Sou jornalista e adoro animais. Um dos meus interesses é a relação entre os seres humanos e os cães. Há alguns anos adotei o Elvis, um gato que vivia num abrigo para animais em Munique. E assim comecei o meu blog "Lieblingskatze", no qual também escrevo sobre animais numa perspetiva jornalistica. Com os meus artigos quero ajudar as pessoas a entender melhor os seus animais de estimação.


Os nossos artigos mais relevantes
4 min

Caturra

As caturras procuram o contacto com animais da mesma espécie e se isso não for possível ligam-se aos humanos e exigem atenção a 100%.
7 min

Canário

Os canários são conhecidos por serem aves que cuidam de si mesmos desde que lhes sejam oferecidos os meios necessários.
14 min

Periquitos

Atualmente estes pássaros com penas coloridas são dos mais populares na Europa. Aqui encontra informações sobre a sua origem e criação, assim como dicas sobre como cuidar deles.