Carraças em gatos This article is verified by a vet

Gato num campo de flores. As carraças estão nas ervas e em pequenos arbustos.

Um gato a miar durante a noite rouba o sono a qualquer dono!

Assim que a temperatura sobe os parasitas externos que atacam os gatos aparecem. E as carraças são dos parasitas mais incómodos para os nossos animais de estimação. Leia este artigo para saber por que motivo é importante eliminar o mais rapidamente possível as carraças em gatos. Aqui também explicamos como se retira corretamente as carraças.

Verificar regularmente se o seu gato tem carraças

Para conseguir controlar o aparecimento e reprodução das carraças em gatos deve verificar o corpo seu pequeno felino todos os dias. E pode executar esta tarefa numa sessão de mimos e assim deixa o seu gato feliz e saudável.

Apesar de ser importante verificar todo o corpo do gato deve dar especial atenção às zonas preferidas das carraças como a cabeça, o pescoço, orelhas, abdómen e a zona interna das coxas.
O tamanho das carraças varia entre alguns milímetros até o tamanho de um caroço de cereja. O fator que influencia o tamanho das carraças é a quantidade de sangue que elas ingeririam. Assim, uma carraça que chegou à pouco tempo ao seu gato é muito provavelmente pequena.

Ao retirar a carraça do seu gato mantenha a zona da picada sob controle durante algum tempo. Por exemplo, se a zona ficar vermelha, se o gato apresentar febre ou falta de apetite ele pode ter apanhado alguma doença.

Como retirar corretamente as carraças dos gatos?

Se o seu gato chegar a casa com uma carraça deve retirá-la rapidamente. Para tal siga os seguintes passos:

  • Use um gancho ou pinça para carraças.
  • Coloque a ponta do gancho ou da pinça o mais perto possível da pele do gato. No entanto, não aperte o corpo da carraça.
  • Agarre a carraça pela parte da cabeça e em seguida puxe a carraça lentamente mas sem parar.
  • Verifique se não ficaram restos da carraça agarrados ao corpo do gato.
  • Deite fora a carraça de forma a garantir que ele não vai voltar a atacar outro animal.
  • Desinfete a picada e verifique regularmente se a pele volta ao normal.
  • Por fim, se nos dias a seguir à picada da carraça o seu gato ficar adoentado, com febre ou sem energia consulte o veterinário.
Para remover uma carraça use um gancho ou uma pinça. Assim consegue remover totalmente este incómodo parasita.

Quais são as doenças que as carraças transmitem?

As carraças causam um enorme incómodo aos gatos e alimentam-se do seu sangue. No entanto, os danos causados pelas carraças não ficam por aí, estes parasitas também transmitem doenças graves aos gatos.

No entanto, os gatos apanham menos doenças provocadas por carraças do que os cães. Ainda não existe uma explicação científica para este facto, mas sem dúvida é uma boa noticia para quem tem um gato na família. Ainda assim, as carraças transportam muitos agentes infeciosos que podem transmitir aos gatos doenças, como por exemplo, Doença de Lyme ou Borreliose, anaplasmose ou babesiose.

Carraças em gatos: retirar o mais cedo possível

As carraças carregam os agentes infeciosos nos intestinos. No entanto, estes agentes migram para a saliva quando as carraças começam a sugar o sangue aos nossos animais de estimação. O processo de migração dura entre 12 e 24 horas. Assim, quanto mais tempo a carraça estiver a sugar o sangue do seu gato maior a probabilidade de ele ser infetado. Se conseguir tirar a carraça do seu gato rapidamente reduz em muito a probabilidade de ele vir a ter doenças.

Como prevenir o aparecimento de carraças em gatos

Como na maior parte dos casos, também no que se refere a carraças em gatos é muito melhor prevenir do que remediar. Assim, proteja o seu gato das picadas das carraças e consequentemente de doenças.
Existem vários tipos de produtos antiparasitários no mercado que matam ou evitam que as carraças se instalem no seu pequeno felino.

  • Pipetas: o líquido deve ser colocado na zona dos ombros do gato. Em seguida o produto espalha-se por todo o corpo. Deve aplicar este tipo de produto várias vezes ao ano, visto que o líquido tem uma validade que varia entre as 4 e as 12 semanas de acordo com a marca.
  • Sprays: estes produtos funcionam exatamente como as pipetas.
  • Comprimidos: encontra produtos antiparasitários em comprimidos nos veterinários, farmácias e algumas lojas de produtos para animais.
  • Coleiras antiparasitárias: Estas coleiras difundem continuamente o produto contra as carraças e também atuam contra outros parasitas durante um período entre os 5 e 6 meses. No entanto, as coleiras apresentam algum perigo para os gatos. Durante as suas brincadeiras e escaladas os gatos podem ficar com a coleira presa e ficar suspensos.

Os antiparasitários são nocivos para os gatos?

Alguns donos receiam que estes produtos possam ser nocivos para a saúde dos gatos e dos outros membros da família. Geralmente esta questão tem a ver com a presença de neurotoxinas nos antiparasitários. No entanto, contrariamente aos insetos, as pessoas e os gatos têm uma estrutura importante, a chamada barreira hematoencefálica, cuja principal função é proteger o cérebro de substâncias neurotóxicas. Assim, não há razões para recear este problema.

No entanto, como qualquer medicamento os antiparasitários podem apresentar também efeitos secundários. Por exemplo, os gatos podem apresentar algum tipo de intolerância ou alergia a certas substâncias dos antiparasitários. Ainda assim, com certeza consegue encontrar o antiparasitário adequado para o seu gato, dada a enorme variedade destes produtos no mercado.

Mas existe um aspeto importante a ter em conta. Substâncias como por exemplo a permetrina, flumetrina e deltametrina são usadas em antiparasitários para cães, mas são toxicas para gatos, por isso, verifique sempre se o antiparasitário que está a usar é adequado para gatos.

Existem remédios caseiros contra as carraças?

Existem várias teorias de que produtos como o óleo de coco ou o alho previnem o aparecimento de carraças em gatos. Mas estas teorias são realmente verdadeiras?

Até hoje os cientistas apenas detetaram um efeito muito ligeiro do óleo de coco e apenas quando aplicado no corpo do gato. No entanto, para que o efeito seja duradouro tem que aplicar o óleo de coco todos os dias. A grande maioria dos gatos não simpatiza com esta ideia, pois o pelo fica naturalmente gorduroso.

Importante: o alho é tóxico para os gatos. Assim, nunca use alho para prevenir ou eliminar as carraças em gatos.

Há ainda outro aspeto a considerar no que se refere a remédios caseiros contra carraças. Alguns gatos não atraem tanto carraças como outros. Assim, se aplicar um remédio caseiro e o seu gato não apanhar carraças provavelmente isso deve-se muito mais às características do seu gato do que ao remédio propriamente dito.

Carraças em gatos: os três mitos mais conhecidos

De vez em quando surgem mitos sobe carraças em gatos. Vamos examinar os três mitos mais conhecidos:

As carraças vivem nas ervas altas ou em arbustos. Elas não caem das árvores para cima dos gatos ou das pessoas.

Nem sempre é preciso girar a pinça para retirar uma carraça do seu gato. No entanto, se for mais fácil retirar a carraça fazendo um pequeno movimento para os lados pode fazê-lo sem problemas.

Se não conseguir extrair a carraça completamente não se preocupe. Geralmente a pele do gato vai envolver a cabeça da carraça e o próprio organismo expulsa o corpo estranho. No entanto, esteja atento ao que acontece na zona da picada. Se encontrar sinais de inflamação nessa zona deve ir com o seu gato ao veterinário.

No entanto, tente sempre retirar completamente a carraça, incluindo a cabeça. Em teoria a boca da carraça contém agentes infeciosos e pode transmiti-los ao gato mesmo depois de o corpo ter sido extraído.

Os nossos artigos mais relevantes
4 min

A idade dos gatos

Descubra neste artigo como determinar a idade dos gatos, quantos anos vive um gato, e com que idade é que um gato se torna idoso?