Anticoncecional para gatos

métodos anticoncetivos para gatos

métodos anticoncetivos para gatos

Os gatos são animais maravilhosos. Quem não se derrete na presença de um gatinho bebé e o gostaria de mimar no colo o dia todo? Infelizmente, vivemos num tempo em que os gatis se encontram sobrelotados. Desta forma, os donos devem compreender que existem boas razões para evitar a procriação dos seus gatinhos.

A castração no médico veterinário é o método contracetivo mais comum nos gatos – é permanente e irreversível. Felizmente, estão disponíveis opções contracetivas temporárias.

Esterilização

Até há uns anos atrás era bastante comum castrar os machos e esterilizar as fêmeas. Durante o processo de esterilização, apenas as trompas de falópio são cortadas, sendo que o equilíbrio hormonal dos gatos não é perturbado e têm o cio. Embora não possam engravidar, as fêmeas continuam, de quando em vez, a passar por um período de cio permanente, dependendo da duração dos dias e das condições luminosas, o que é bastante stressante. Necessidades básicas como a ida à caixa de areia e a visita ao comedouro são esquecidas e a atividade principal é miar por um potencial parceiro. O risco de tumores aumenta exponencialmente em fêmeas que nunca engravidaram. E mesmo para os donos, a fase do cio pode ser bastante enervante e exaustiva...

Caso a fertilização não ocorra, o ciclo é repetido – normalmente nove dias depois. O animal pode ficar permanentemente com o cio. A castração é uma alternativa melhor e mais saudável à contraceção. Tal como a esterilização, a castração é uma intervenção cirúrgica simples. Os ovários são removidos. Desta forma, o equilíbrio hormonal estabiliza. A castração é permanente.

Os preparados à base de hormonas oferecem aos donos dos gatinhos e aos criadores a possibilidade de impedir temporariamente a fase do cio e evitar a gravidez.

A pílula anticoncecional

É verdade – as pílulas anticoncecionais estão também disponíveis para os gatos! A pílula suprime o ciclo do animal, impede o cio, e portanto, uma potencial gravidez. De acordo com as especificidades da preparação, a pílula é administrada não diariamente, mas sim uma vez por semana.

Tendo em conta que a pílula é administrada através da comida, é essencial certificar-se que o animal efetivamente come. Em situações de diarreia ou no caso de o gato vomitar bolas de pelo os efeitos da pílula podem não ser eficazes.

Injeção contracetiva

Uma outra possibilidade é a injeção contracetiva. Estas são administradas por um veterinário e, portanto, as idas ao consultório médico serão mais frequentes.

As injeções são particularmente indicadas para criadores que pretendam impedir temporariamente a gravidez. E ao contrário do que acontece com a pílula, com as injeções terá a certeza que o animal recebe a dose de hormonas indicada. Apesar de tudo, foram reportados pelos donos alguns efeitos secundários, que poderão interferir com o equilíbrio hormonal do animal...

Efeitos secundários

Tudo nos soa excelente, certo? Não necessariamente. Suspeita-se que os preparados hormonais estejam associados ao desenvolvimento de diversos tipos de cancro nos gatos. Devem apenas ser usados de forma temporária. Tanto a pílula como as injeções contracetivas são úteis para, por exemplo, criadores que pretendam oferecer uma pausa aos seus gatinhos.

Para donos que pretendam prevenir a gravidez de forma definitiva, é aconselhada uma solução permanente e não hormonal, além de ser mais segura e financeiramente sustentável. A castração implica uma intervenção cirúrgica, é certo, mas que é ainda assim mais delicada para o corpo do que os preparados hormonais. Ao contrário da esterilização, interrompe o ciclo do animal. As fases de stress decorrentes da flutuação hormonal e o risco de o cio ser permanente (com os problemas associados para o animal) deixam de ser uma preocupação.

Os nossos artigos mais relevantes

Vacinas para gatos

Devo ter meus gatos vacinados? Se sim - contra o quê? Todas as informações sobre vacinas de gatos.

Doenças de pele nos gatos

Tanto o pelo como a pele têm importantes funções protetoras e revelam de imediato quando o seu gato tem algum problema de saúde.