Snowshoe

Os gatos Snowshoe, gatos sapato de neve em português, são originários dos EUA. No entanto, também se encontram na Europa. De facto, a sua aparência peculiar e a sua personalidade única tornam esta raça bastante desejada. Uma ninhada de Snowshoe é uma agradável caixinha de surpresas. Os gatinhos são completamente brancos quando nascem. A cor do pelo vai surgindo à medida que eles crescem. Com cerca de 10 dias surgem as primeiras cores no pelo destes encantadores gatinhos.

História

Esta bela raça de gatos surgiu por acaso, como resultado do cruzamento de gatos de várias raças. O que parece certo é que no final da década de 60, a criadora de gatos norte-americana Dorothy Hinds-Daugherty deparou-se com uma ninhada de siameses com patinhas brancas. Os passos seguintes no desenvolvimento desta raça não são completamente claros.

Desenvolvimento da raça Snowshoe

Algumas fontes afirmam que a característica única desta raça, as suas patinhas brancas, não era apreciada. Pelo contrário, os sapatinhos de neve eram considerados um erro da natureza, pois patas dos gatos deviam ser pretas como as dos siameses. Este suposto problema resolveu-se ao promover o cruzamento dos siameses de patinhas brancas com raças de pelo curto, nomeadamente com o American Shorthair de duas cores. E assim nasceu a raça de gatos Snowshoe, com os seus sapatinhos brancos e o focinho típico com um V branco invertido. Rapidamente esta raça se tornou conhecida e popular, especialmente nos EUA.

Outras fontes afirmam que a criadora ficou contente ao ver as patinhas brancas. Assim, dedicou-se ao desenvolvimento desta característica nos gatos. O Snowshoe começou a participar em exposições logo na década de 60. No entanto, o reconhecimento oficial da raça dos gatos de patinhas brancas só aconteceu anos mais tarde. Em 1974, as associações de criadores norte-americanas Cat Fanciers Federation (CFF) e American Cat Fanciers Association (ACFA) reconheceram esta raça. No final da década de 70, os Snowshoe pareciam não ter futuro. Existiam apenas 4 gatos Snowshoe registados oficialmente.

Mas felizmente alguns criadores entusiasmaram-se e mantiveram a raça. Assim, após uma revisão dos padrões da raça e das regras de registo, a CFF reconheceu novamente o Snowshoe em 1982. Em 1989 foi a vez das associações de criadores TICA e ACFA voltarem também a reconhecer esta raça. E assim, depois de alguns percalços e com a divulgação feita em revistas da especialidade, o Snowshoe recebeu o devido reconhecimento internacional.

Aspeto

As características dos siameses são ainda visíveis nos gatos Snowshoe. Na verdade, o Snowshoe é um gato de tamanho médio, com corpo robusto e constituição forte apesar da sua figura delgada. O pescoço é de tamanho médio e o dorso é ligeiramente arqueado. Na cabeça triangular com contornos arredondados assentam orelhas grandes e pontiagudas. Os olhos, com a sua forma ovalada e de azul intenso, também chamam à atenção. No entanto, o focinho é sem dúvida uma das imagens de marca desta raça. Os Snowshoe apresentam no focinho um V branco invertido e bochechas pronunciadas. A cauda é larga e espessa na base e vai-se estreitando à medida que atinge a ponta, dando ao Snowshoe um aspeto muito elegante. Este gato move-se sobre pernas bem constituídas. As manchas brancas, que originaram o seu nome, são maiores nas patas traseiras comparativamente às dianteiras.

A cor da pelagem é semelhante à dos seus antepassados siameses. No entanto, as cores mais populares são o castanho escuro (seal) e o azul. Nas zonas mais frias do corpo, como por exemplo, o focinho, as orelhas, pernas, cauda e testículos, o pelo é mais escuro. O pelo destes gatos é curto e cresce junto ao corpo. Encontram-se gatos Snowshoe em todas as cores dos gatos Siameses: vermelho, creme, seal, azul, cor de chocolate, lilás, tabby pointed, fawn pointed, cor de canela e shildpatt pointed. As fêmeas desta raça pesam entre 2.5 a 5 quilos. Já os machos pesam entre 4 e 6 quilos.

A personalidade dos Snowshoe

Os Snowshoe são gatos seguros de si, corajosos, curiosos, inteligentes e idiossincráticos, mas por vezes parecem ter dupla personalidade. Assim, se por um lado, são extremamente sensíveis e têm uma grande necessidade de ter o seu espaço, também não gostam nada de estar sozinhos. De facto, por natureza o Snowshoe gosta muito de estar perto de pessoas assim como de outros gatos. Por isso, o ideal é adotar pelo menos dois Snowshoe da mesma ninhada. Os Snowshoe também gostam da companhia de cães.

Os Snowshoe na família

Como são gatos brincalhões e ativos, os Snowshoe são ideais para famílias com crianças. No entanto, crianças muito pequenas podem ter dificuldade em respeitar a necessidade de espaço e tranquilidade destes gatos. Por esse motivo, é aconselhável adotar um Snowshoe quando as crianças já são mais crescidas.

A personalidade dos Snowshoe é muito rica e multifacetada. Esta característica resulta dos cruzamentos que deram origem à raça. Assim, os Snowshoe herdaram a curiosidade e a disposição dos Siameses e a calma e serenidade dos American Shorthair. Por isso, ter um Snowshoe na família garante que a sua vida vai ser muito divertida e emocionante. No entanto, é importante que os donos respeitem as várias necessidades destes gatos sensíveis. Donos que gostem particularmente de ambientes calmos onde possam ler ou relaxar são os mais adequados para os Snowshoe. Pois na verdade, eles gostam de partilhar tudo, até os momentos de descanso.

Um espaço para o seu Snowshoe relaxar

É também importante que os donos se apercebam quando o seu pequeno felino se sente incomodado. Os Snowshoe muitas vezes não se sentem bem em ambientes com muitos estímulos visuais e sonoros. Esta situação resolve-se facilmente ao criar para o seu pequeno felino um local onde ele se possa recolher e relaxar. Existem, por exemplo, cestos e nichos muito confortáveis para o seu Snowshoe.

No entanto, quem vive com um Snowshoe não se deve esquecer de que ele também gosta de brincar e de ter companhia. Os brinquedos de inteligência são os que mais estimulam a curiosidade e inteligência destes gatos. Além disso, caçar é um dos pontos fortes destes gatos e uma das suas atividades preferidas. Assim, é importante que eles tenham a oportunidade de exercitar este seu talento. Um brinquedo essencial para os Snowshoe são os arranhadores com várias plataformas, pois trepar é outra atividade muito apreciada. Enquanto caçam, trepam ou simplesmente quando estão ao lado do dono, um Snowshoe irradia satisfação e calma. A tranquilidade destes gatos únicos transmite-se à sua família humana, contribuindo para o bem estar de todos.

A alimentação do Snowshoe

Tal como qualquer outro gato, o Snowshoe também se alimenta principalmente de carne de onde retira as gorduras e proteínas necessárias. Assim, a percentagem de carne na alimentação destes gatos deve ser elevada. Por outro lado, os gatos têm dificuldade em digerir hidratos de carbono e ingeridos em excesso podem resultar em obesidade. Com o passar do tempo, a obesidade pode dar origem a diabetes. Deste modo, se tiver dúvidas relativamente à alimentação do seu Snowshoe fale com o seu veterinário. Depois de saber quais são as necessidades nutricionais concretas do seu pequeno felino, ele irá decidir sozinho o que prefere comer.

O seu pequeno felino diz-lhe claramente do que gosta pela forma como come. Assim, se comer com entusiasmo e apetite a comida que lhe deu, pode estar certo que ele gosta. A quantidade de comida por refeição depende de vários fatores. Por exemplo, se o seu gato sai sozinho, se é um gato de casa, ou se foi castrado. Além disso, o Snowshoe é um gato que gosta de ir comendo ao longo do dia. Assim, ele deve ter sempre comida fresca à disposição. No entanto, os donos não devem exagerar nas guloseimas. O fundamental é que a comida esteja perfeitamente ajustada às necessidades nutricionais do seu pequeno felino.

A saúde dos Snowshoe

Visto que o Snowshoe é uma raça recente e com relativamente poucos exemplares, não se lhe conhecem doenças específicas. Até hoje, as doenças apresentadas pelos Snowshoe são as doenças comuns dos gatos. No entanto, é provável que os gatos desta raça tenham propensão a ter as doenças típicas dos siameses, visto que estes são seus antepassados diretos. A vacinação destes gatos é também imprescindível. As vacinas contra a panleucopenia e a gripe felina não devem ser descuradas. Os gatos que podem sair sozinhos devem ser sempre vacinados contra a raiva e a leucemia. Além disso, os donos não devem esquecer que as vacinas precisam de reforços regulares.

Encontrar o criador certo

Nunca adquirir o seu futuro companheiro a uma pessoa que cria gatos como hobby e que não pertence a qualquer associação de criadores. E em anúncios na internet vai encontrar muitas ofertas duvidosas. Geralmente são pessoas que pedem um preço baixo pelos gatinhos e que não oferecerem qualquer garantia relativamente à sua saúde. Assim, deve rejeitar esses anúncios. Se pretende adquirir um Snowshoe deve, sem qualquer hesitação, escolher um criador responsável. Assim terá acesso à árvore genealógica do seu novo companheiro e assegurar-se de que ele não tem doenças genéticas. Esta é a melhor forma de garantir que o seu pequeno felino terá uma vida longa e saudável na sua companhia.

Os nossos artigos mais relevantes

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.

Bosque da Noruega

O bosque da Noruega conquista facilmente o coração de toda a gente graças ao seu aspeto selvagem e personalidade genuína.

British shorthair

Os british shorthair têm uma personalidade tranquila e equilibrada o que faz deles uma raça ideal para viver em família.