Gato-de-pallas (Manul)

gato-de-pallas sentado com cauda à frente do corpo

O selvagem gato-de-pallas tem um aspeto mais compacto e corpulento do que o nosso gato doméstico.

Pelo comprido e denso, orelhas arredondadas e um olhar intenso. O gato-de-pallas (manul) tem um aspeto fofinho mas também um bocadinho perigoso. De facto, é um animal que não se deixa ser acariciado. Pois o manul é um animal selvagem e é considerado indomável.

Aparência: qual o tamanho do gato-de-pallas?

O manul (Otocolobus manul ou Felis manul) representa uma espécie à parte dentro da família dos gatos. Aliás, são também conhecidos por gato-de-pallas, em homenagem ao seu descobridor, Peter Simon Pallas, um zoólogo prussiano. Pois foi Pallas o primeiro a descrever esta espécie de gato selvagem em 1776. Existem agora três subespécies.

O gato-de-pallas é mais ou menos do tamanho de um gato doméstico. Estes animais medem cerca de 60 centímetros desde a cabeça até ao tronco. Já a cauda mede entre 25 a 30 centímetros. Porém, os manul parecem bastante mais robustos e compactos do que os gatos domésticos, o que se deve ao seu pelo comprido e denso. As pernas curtas realçam a sua figura compacta.

Características do pelo

O gato-de-pallas pesa entre dois e meio a cinco quilos. O pelo oscila entre o avermelhado e o amarelo-acinzentado. Devido ao comprimento do pelo, as listras horizontais e as pintas mal se identificam. Regra geral, o pelo é mais comprido no inverno e, devido às pontas brancas, parece mais cinzento. Dentro da família dos gatos, os manul têm uma das pelagens mais densas e espessas com subpelo considerável.

As orelhas do gato-de-pallas são pequenas, arredondadas e muito juntas à cabeça. São características que lhes permitem, então, camuflar-se melhor em zonas sem cobertura suficiente. Quanto aos olhos, são verde-amarelados e as pupilas são redondas. É uma característica incomum nos gatos pequenos.

gato-de-pallas na neve com cauda erguida
O pelo denso do gato-de-pallas protege-o do gelo e da neve no seu habitat montanhoso.

Antepassados do gato-de-pallas

Não é certo por que motivo é que estes predadores de emboscada têm pupilas redondas. Talvez o formato das pupilas tenha que ver com os seus antepassados. Em termos filogenéticos, o gato-de-pallas é um animal bastante velho. Aliás, considera-se que a espécie descende diretamente do extinto tigre-dentes-de-sabre e dividiu-se do antepassado do atual gato-leopardo há cerca de cinco milhões de anos.

As espécies de gatos pequenas, como é o caso dos nossos gatos domésticos, costumam ter pupilas verticais. Pois este formato especial é útil para os predadores de emboscada. Permite-lhes calcular perfeitamente a distância da presa e planear o ataque com precisão.

Normalmente, apenas os grandes gatos, como os leões e os tigres, têm pupilas redondas. Porque estes animais perseguem as presas a curta distância. Portanto, não precisam de identificar a nitidez ou a desfocagem dos objetos na proximidade com tanta precisão.

Habitat do gato-de-pallas

O habitat destes gatos selvagens são as estepes e as montanhas da Ásia Central. Habitam nas áreas de deserto rochoso e semideserto entre o Afeganistão e a Mongólia. Além disso, podem ser encontrados em zonas com 4000 metros de altitude.

Onde vivem os manul?

Costumam viver em velhas tocas de marmotas, fendas ou buracos no chão. Porque estes locais protegem-os do tempo inóspito do seu habitat. Mas também de ataques de aves de rapina.

Comportamentos típicos

A espécie distribui-se por uma vasta área de distribuição. Porém, pouco se sabe acerca do seu comportamento. De facto, estes animais vivem muito bem escondidos nas quase inacessíveis montanhas do Paquistão, Cazaquistão e Tajiquistão.

No entanto, uma coisa é certa: à semelhança de tantos outros gatos pequenos, também os gatos-de-palla são solitários de hábitos crepusculares e noturnos. Machos e fêmeas encontram-se apenas durante a época de acasalamento.

Gestação e criação dos gatinhos

Após uma gestação de cerca de 66 dias, a fêmea dá à luz entre cinco a seis gatinhos, em abril ou maio. A fêmea cria os animais sozinha. Os pequenotes amamentam entre nove a onze semanas e começam a caçar sozinhos por volta dos quatro meses. Então, por volta dos dez meses procuram o seu próprio território. Ambos os sexos o fazem recorrendo à marcação olfativa do território.

gato-de-pallas deitado em cima de pedras

Alimentação: o que come o gato-de-pallas?

Devido à sua morfologia, o gato-de-pallas não é um maratonista nem um velocista. A sua força consiste em vigiar pacientemente a sua presa.

A sua alimentação é composta principalmente por pequenos mamíferos, como pika (ou lebre-assobiadora), marmotas e ratos. Também pássaros, sobretudo aqueles que constroem o ninho no chão, como perdizes, são presas típicas do gato-de-pallas.

Ameaça de extinção e proteção do manul 

Atualmente, de acordo com o número de exemplares, o gato-de-pallas não é considerada uma espécie ameaçada. Pensa-se que cerca de 58000 exemplares vivam nas montanhas da Ásia Central. Porém, o seu habitat está a diminuir à medida que cidades e explorações agrícolas invadem o seu espaço. 

Ao mesmo tempo, as suas presas também estão a diminuir. Porque são cada vez mais as pikas e marmotas que acabam caçadas ou envenenadas. Aliás, de tempos a tempos, os próprios manul são também mortos por causa do seu pelo. Uma outra ameaça são os cães domésticos e as armadilhas para raposas. 

Para preservar a espécie, foram lançados projetos como o Palla's Cat International Conservation Alliance (PICA). O objetivo é, então, obter novos conhecimentos acerca do solitário gato-de-pallas e educar a população local para as ameaças que existem.

Gato-de-pallas: um animal doméstico?

Afinal, os manul consideram-se indomesticáveis. Conhecem-se casos de pessoas que tentaram criar jovens manul abandonados com comida para gato. Mas assim que estes animais selvagens recuperam as forças, abandonam os pais adotivos e fogem. Portanto, podemos dizer que não são indicados como animais domésticos.

Regra geral, deve evitar-se apanhar animais selvagens para os ter como animais de estimação. No fundo, não é possível dar-lhes condições de alojamento e cuidados apropriados. Aliás, em muitos caso infringem as leis relativas ao bem-estar animal.

Portanto, se pretende ver um gato-de-pallas vá ao jardim zoológico. Na Europa existem cerca de 40 zoológicos onde estas espécies são mantidas. Sob o cuidado humano, os animais podem viver até aos 16 anos.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Persa

Os gatos persas são das raças mais populares, antes de adotar um gato persa fique a saber: Que cuidados ter; Personalidade; Alimentação e muito mais.
12 min

Bosque da Noruega

O bosque da Noruega conquista facilmente o coração de toda a gente graças ao seu aspeto selvagem e personalidade genuína.