Os gatos também amam?

Escrito por Bärbel Edel
Gato deitado na cama com as patas esticadas para as mãos de uma pessoa. Saber se os gatos também amam é algo que intriga donos e cientistas

Este gato parece gostar do seu dono. Mas que os também amam?

Os gatos ronronam quando recebem festas. Além disso, eles aconchegam-se aos donos e roçam-se nas suas pernas. Nós interpretamos esses comportamentos como sendo um sinal de afeto. Mas os gatos também amam? Um estudo sobre o comportamento afetivo dos gatos apresenta informações muito interessantes.

Os animais e os sentimentos: os gatos também amam?

No mundo ocidental considerou-se, por muitos séculos, que os animais não têm uma vida emocional digna desse nome. E havia mesmo dúvidas se os animais sentiam dor. Por exemplo, o filósofo René Descartes (1595–1650) declarou que os animais eram uma espécie de máquina com os quais se podia realizar todo e qualquer tipo de experiência sem recorrer sequer a anestésicos.

Felizmente, o conhecimento e mentalidade das pessoas no ocidente evoluiu. Em meados do século 19, começámos a perceber que os animais sentem dor e que, por isso não devem ser sujeitos a procedimentos dolorosos. Atualmente a comunidade científica partilha, na generalidade, a ideia de que os animais não só sentem dor física, como também sentem emoções como medo ou alegria. No entanto, ainda não é absolutamente claro se os animais sentem tristeza ou amor.

O que é o amor?

São muitas as pessoas, entre as quais cientistas e especialistas, que passam anos e anos a tentar perceber o que é exatamente o amor. No entanto, parece consensual é que o amor é um sentimento de profunda afeição e apreço, que não tem que ser correspondido. E quem já teve desgostos de amor compreende bem este aspeto.

Na página online da revista científica Quarks encontramos a seguinte definição do amor:

O amor, definido se forma científica e pouco romântica, é simplesmente um estado emocional de afeto. Além disso, existem diferentes tipos de amor de acordo com a relação entre as pessoas – assim temos o amor entre o casal, o amor dos pais ou dos filhos.

Dica de leitura: para conhecer melhor as emoções do seu gato leia o nosso artigo 10 sinais que mostram que o seu gato gosta de si.

Dormir aninhado nos donos é um sinal de afeto

Estudo científico: os sentimentos dos gatos

Os gatos parecem ser animais independentes. E muitas pessoas acham mesmo que os gatos são mais apegados à casa onde vivem do que aos donos. Mas isto será mesmo verdade?

Um estudo científico levado a cabo na Oregon State University em Corvallis nos Estados Unidos mostrou que os gatos têm sentimentos mais fortes pelos seus donos do que geralmente se pensa.

Os cientistas responsáveis por este estudo desenharam uma experiência semelhante às que investigaram o vínculo emocional das crianças aos seus pais. No entanto, desta vez o objeto de estudo foram gatinhos entre 3 e 8 meses de idade e os seus donos. Nesta experiência, os gatinhos e os donos foram levados para uma sala que não conheciam. Nesta sala foram instaladas câmaras para gravar os comportamentos e reações dos gatinhos.

Numa primeira fase, os donos e gatinhos podiam brincar e explorar a sala em conjunto. Na segunda fase, que tinha início passados 2 minutos, o dono saia da sala deixando o gatinho sozinho. O dono regressava 2 minutos mais tarde.

Comportamento de vinculação semelhante ao das crianças

A maioria dos gatinhos mostraram sinais de ansiedade e miaram muito durante os minutos que ficaram sozinhos. No entanto, 64.3% dos gatinhos acalmaram assim que o dono entrou na sala, ou seja, pararam de miar e continuaram a explorar o espaço onde estavam. Este comportamento indica claramente que os gatinhos sentem um forte vínculo emocional aos donos.

Os outros gatinhos, ou seja, 37.5% dos gatinhos, continuaram ansiosos após o dono voltar à sala. Estes gatinhos agarraram-se aos donos, mostraram desinteresse ou hesitaram entre entrar em contato com o dono e afastarem-se. Nestes casos, os gatinhos apresentam um vínculo inseguro.

O que é surpreendente neste estudo é que o comportamento dos gatos é semelhante ao das crianças. No caso de estudos de vinculação com crianças, 65% das crianças apresentam uma vinculação segura e 35% uma vinculação insegura.

Conclusão: os gatos também amam?

Este estudo de uma universidade americana mostra claramente que os gatos têm sentimentos pelos donos. Quando estão num ambiente estranho, a presença dos donos faz com que se sintam mais seguros.

Mas isso significa que os gatos também amam? Na verdade, não sabemos se o tipo de vinculação que os gatos desenvolvem pelos donos pode ser chamada amor. Talvez a melhor maneira de descrever o sentimento dos gatos para com a sua família humana seja carinho e afeto. Mas claro, tudo depende de como cada pessoa avalia o que é realmente amor!


Bärbel Edel
Profilbild von Magazin-Autorin Bärbel Edel

I am a journalist, love animals and have already researched the relationship between humans and dogs during my folklore studies. A few years ago I adopted a tomcat from the Munich animal shelter. Elvis was the reason to start my cat blog "Lieblingskatze" and also to deal with animals in a journalistic way. With my articles I would like to help people understand their pets better.


Os nossos artigos mais relevantes