O encantador de cavalos

Quem não conhece o famoso livro “O Encantador de cavalos”, depois adaptado ao cinema? É a história de um cavalo emocionalmente instável, que devido ao seu comportamento agressivo está em vias de ser abatido. O encantador de cavalos ocupa-se do cavalo e com muita paciência e métodos especiais de comunicação consegue reabilitá-lo.

O que distingue um encantador de cavalos?

O treinador de cavalos norte americano Monty Roberts ficou conhecido como encantador de cavalos devido aos seus métodos de treino. Ele consegue construir uma relação positiva com os animais mais difíceis e surpreende quem o vê em ação. Assim, pode dizer-se que estes treinadores conseguem comunicar com sucesso com todos os cavalos e transformar cavalos problemáticos em animais amigáveis e cooperantes. No entanto, qualquer dono de cavalo pode informar-se sobre as regras básicas de comunicação e pô-las em prática com o seu animal.

Compreender como comunicam os cavalos

Os cavalos comunicam através da expressão corporal e, por isso, é importante aprender o significado dos seus movimentos e postura. Os seres humanos e os cavalos têm formas de comunicar muito diferentes e assim acontecem muitos mal entendidos. Para minimizar este problema, existem vários cursos e workshops. O objetivo destas formações é fortalecer a confiança entre o dono e o seu cavalo e melhorar a comunicação de forma consistente. Assim, ao adotar uma atitude compreensiva e empática, consegue voltar a ter uma relação positiva com o seu cavalo.

Regras dos encantadores de cavalos

  • Não se aproxime de um cavalo que não conhece. Deixe que seja ele a aproximar-se de si e que cheire.
  • Não utilize chicotes, sticks ou esporas!
  • O comportamento positivo é sempre recompensado.
  • Aprenda a interpretar os movimentos do seu cavalo. Por exemplo, as orelhas, a posição da cabeça e a direção do olhar são aspetos muito relevantes para compreender o seu cavalo.
Os nossos artigos mais relevantes

A educação dos cavalos

A educação dos cavalos depende em primeiro lugar da pessoa que o está a ensinar. Quem ensina pode alterar de forma positiva a relação com o cavalo.