Ácaros do ouvido (Otodectes cynotis)

close up de carraça no ouvido do cão

Como o nome sugere, os ácaros do ouvido colonizam sobretudo os canais auditivos e os ouvidos dos cães.

Apanha o seu patudo a coçar os ouvidos e a abanar a cabeça com frequência? Além das bactérias e dos fungos, também os ácaros do ouvido (Otodectes cynotis) provocam inflamações nos cães, acompanhadas de muita comichão. Leia neste artigo tudo aquilo que precisa de saber acerca desta infeção parasitária.

Os ácaros do ouvido são perigosos para os cães?

Não, os ácaros do ouvido não são realmente perigosos para os cães. Porém, o tratamento é essencial. Podem rapidamente afetar outros animais, além de provocarem sintomas desagradáveis.

Quais os principais sintomas?

Ao se deslocarem, alimentarem e morderem a pele dos cães, os ácaros do ouvido provocam irritações cutâneas. Podem ainda causar reações inflamatórias no ouvido dos animais. Daqui resultam os sintomas típicos dos ácaros do ouvido:

  • Comichão intensa
  • Presença de detritos friáveis e semelhantes a borras de café na aurícula e no canal auditivo. Consistem numa mistura de cera, secreções inflamatórias, componentes sanguíneos e excrementos dos ácaros
  • Em casos raros, pode verificar-se dermatite noutras zonas do corpo, como na testa e no dorso

Diagnóstico: como detetar ácaros do ouvido nos cães?

A presença dos já mencionados detritos no canal auditivo dos cães são um sinal de ácaros do ouvido. Além disto, o seu movimento pode ser identificado por um brilho no canal auditivo.

Para um diagnóstico exato, o veterinário precisa de um esfregaço do ouvido do cão. Os ácaros ou os seus ovos são apenas visíveis ao microscópio.

No caso de uma reação inflamatória grave, isto é, quando as bactérias se associam, os parasitas já não são detetáveis.

Tratamento: quais as opções disponíveis?

Devido aos elevados riscos de infeção e de transmissão é aconselhável tratar o cão afetado e todos os animais suscetíveis em casa. Para tal, existem vários tratamentos para os ácaros do ouvido, disponíveis através do veterinário.

Antes do tratamento, o veterinário deve examinar cuidadosamente o canal auditivo e avaliar se o tímpano está intacto. De seguida, remove os tais detritos que se parecem a borra de café.

Dependendo do tipo de tratamento, este poderá repetir-se várias vezes para matar os ácaros em todas as fases de desenvolvimento.

Prognóstico: quais as perspetivas de recuperação?

Por muito incómodas que sejam estas infeções, felizmente tratam-se com facilidade. Os patudos afetados sentir-se-ão em boa forma em pouco tempo.

Quais as causas para os ácaros do ouvido?

Os ácaros do ouvido (Otodectes cynotis) colonizam o canal auditivo dos animais carnívoros e a sua incidência é global. Não são específicos na escolha dos hospedeiros, podendo, assim, ser transmitidos dos cães a outras espécies, como os gatos.

Estes parasitas são especialmente frequentes quando muitos animais moram no mesmo espaço. Portanto, são comuns em abrigos para animais, explorações ou quintas.

A transmissão dá-se através do contacto direto com animais infetados. A maior parte dos ácaros do ouvido são passados de cadelas afetadas às suas crias ou de cachorro para cachorro. Por outro lado, é raro a infeção ocorrer através de cera ou de crostas libertadas por movimentos de cabeça.

Prevenção: como evitar ácaros do ouvido?

Uma infestação por ácaros do ouvido pode ser prevenida com um tratamento à base de acaricidas e que elimina ácaros e carraças. Pipetas e comprimidos são ideais nestes casos. Por fim, o contacto com animais infetados deve ser evitado.

Os nossos artigos mais relevantes
11 min

Castração de cães

A castração constitui um procedimento de rotina na medicina veterinária – mas será sempre recomendada? Qual a diferença entre castração e esterilização?