Espada (Xiphophorus helleri)

Escrito por Sabrina Quente
Espada macho adulto com a barbatana caudal alongada

Espada masculino: um peixe de uma beleza extraordinária

Contrariamente ao nome, os peixes Espada nem nenhuma arma! Pelo contrário, este bonito peixe é um companheiro especialmente pacífico e muito popular entre aquaristas. Neste artigo encontra as informações necessárias para cuidar bem do seu peixe. Encontra também algumas curiosidades sobre esta espécie, como, por exemplo, a origem do nome destes peixes.

Aspeto: onde está a espada dos peixes Espada?

Antes de mais nada vamos ao nome desta espécie de peixe de água doce. O nome Espada deve-se à forma alongada da barbatana caudal dos machos que faz lembrar uma espada. Esta barbatana modificada nos machos é gonopódio, ou seja, o órgão copulador.

Apesar da espada, cujo comprimento corresponde a cerca de dois terços do corpo, os machos são mais pequenos que as fêmeas. Ou seja, os machos têm cerca de 8 centímetros de comprimento, enquanto as fêmeas, que não têm espada, chegam a medir 12 centímetros.

Para distinguir os Espada machos das fêmeas é preciso alguma paciência. Visto que as diferenças anatómicas desenvolvem-se à medida que os peixes crescem. No entanto, assim que o macho atinge a maturidade sexual, surge a espada. A partir desse momento dificilmente terá dúvidas em relação ao género dos seus peixes.

Quantas tipos de Espadas existem?

Originalmente e em estado selvagem, a barbatana caudal dos Espada é verde. Ao longo do corpo estes peixes apresentam uma lista vermelho-clara. No caso dos machos, esta faixa estende-se à barbatana caudal modificada, a dita espada, onde geralmente a cor vermelha se transforma em amarelo forte. No entanto, os Espada criados em cativeiro apresentam uma enorme variedade de cores.

Os Espadas pertencem à família Poeciliidae e fazem parte dos peixes vivíparos. Outras espécies com as mesmas características são os Guppy, Platy e Molly. O cruzamento entre estas espécies vivíparas é relativamente fácil e por isso surgem peixes com cores diferentes das originais. Por exemplo, a Espada vienense é um peixe extremamente bonito com o corpo vermelho e com os olhos igualmente vermelhos.

Manutenção dos Espadas no aquário

Estes bonitos peixes ornamentais têm excelente temperamento, especialmente durante a fase do namoro. Assim, para que os seus peixes se sintam felizes e relaxados deve ter mais fêmeas do que machos no aquário. Além disso, o tamanho ideal do aquário deve ser de pelo menos um metro.

No entanto, o aquário deve ter uma cobertura, visto que os machos mais excitados conseguem dar saltos impressionantes na altura do acasalamento. Dentro do aquário é também essencial ter várias plantas onde as fêmeas se possam esconder dos energéticos machos. As plantas são igualmente fundamentais para os juvenis se protegerem dos adultos que os comem com facilidade. É importante salientar que apesar das plantas terem funções essenciais para a vida destes peixes, eles devem ter espaço desimpedido suficiente para poderem nadar à vontade.

Na zooplus Magazine Peixes encontra vários artigos com informações importantes para a manutenção dos aquários e também sobre várias espécies de peixes.

Convivência com outros peixes de aquário

Os Espadas são peixes que vivem em cardumes, por isso precisam indiscutivelmente de companhia. Isto é particularmente verdade para os machos, que precisam de viver com pelo menos 3 fêmeas. No entanto, dois machos podem adotar comportamentos agressivos um contra o outro. Em relação a outras espécies, o Espada é pacifico. Apesar disso, os peixes de outras espécies devem ser tolerantes com os comportamentos dos Espadas.

Os melhores companheiros do belo Espada são os Guppy ou Molly. Os Espada vivem principalmente no centro do aquário, assim não perturbam em nada os habitantes do fundo do aquário.

Dicas para dar uma vida confortável aos seus peixes:

  • A água do aquário deve ser ligeiramente dura, entre 12 a 30 graus alemães.
  • A temperatura ideal do aquário para estes peixes situa-se entre 18 e 28 graus Celsius.
  • O valor do pH situa-se entre 7,0 e 8,3.
  • Os Espada gostam de roer as algas do aquário. Ainda assim, é essencial limpar regularmente o aquário e ter cuidados com a água.
  • Deve fazer uma troca parcial da água a cada duas semanas.
  • O aquário ideal para um Espada deve ser espaçoso, ter bastantes plantas e outros peixes.

Alimentação dos Espada

No que se refere à alimentação, os peixes ornamentais são tudo menos esquisitos! Estes peixes comem de bom grado desde ração, comida congelada ou comida viva. De vez em quando pode também dar folhas de alface ou pepino cortados em bocadinhos pequenos aos habitantes do seu aquário.

Pode alimentar os seus peixes mais do que uma vez por dia. No entanto, verifique se eles comeram a maior parte da comida. Os restos que ficam na água ou no fundo do aquário acabam por afetar a qualidade da água. Assim, controle a quantidade de comida que os seus peixes comem diariamente.

Saúde dos Espada

Os peixes desta espécie são muito robustos e fáceis de cuidar. No entanto, os Espada não estão imunes às doenças típicas dos peixes, como por exemplo a doença dos pontos brancos ou íctio.

Qual a esperança de vida destes peixes?

Com os cuidados básicos, os Espada costumam ter uma vida longa e saudável. Nesses casos um Espada vive em aquário cerca de 5 anos.

Comportamento do Espada

Os Espada machos costumam ser territoriais e mesmo dentro do aquário delimitam o seu espaço. Além disso, assim que sentem a proximidade de uma fêmea estes simpáticos peixes geralmente apresentam comportamentos agressivos. No entanto podem viver vários machos no mesmo aquário desde que haja espaço suficiente. Naturalmente, deve ter sempre um número de fêmeas superior ao dos machos.

Em termos de acasalamento, os machos Espada são muito diretos. Na altura do namoro, os machos tocam na barriga da fêmea para sinalizar o seu interesse. Se forem bem sucedidos a fêmea pode dar à luz até 150 peixinhos. No entanto, a maioria dos novos peixes acaba por ser devorada pelos adultos se a fêmea não for isolada na altura de dar à luz.

Adquirir Espadas

Se é um aquarista principiante, os Espadas são a escolha ideal. Estes peixes são igualmente aconselháveis para quem já tem um aquário, mas pretende dar-lhe mais vida e cor. Dado que esta espécie é bastante popular não terá dificuldade em encontrar exemplares em lojas de animais ou junto de criadores especializados ou mesmo particulares. Com uma breve pesquisa na internet encontra o que pretende rapidamente.

Além disso, como estes peixes não são exigentes em termos de cuidados, é também fácil fazer criação. No entanto, para que consiga ter novos Espada no seu aquário, deve separar a fêmea grávida dos machos até os peixes terem algum tamanho. Caso contrário, os machos vão devorá-los.

Qual a origem destes peixes?

Estes peixes de água doce são originários do México e América Central. Atualmente existem Espadas em outras zonas, como América do Norte, África e Austrália. O aparecimento de Espadas em outras zonas do globo deve-se ao facto de as pessoas lançarem estes peixes em cursos de água.

Em estado selvagem estes peixes vivem em águas com corrente rápida. Nessas zonas costuma desenvolver-se uma flora extensa e rica. É então por esta razão que os Espada apreciam viver em aquários com muitas plantas.

Bilhete de identidade dos Espadas

  • Nome: Espada. Nome em latim: Xiphophorus helleri
  • Tamanho: Machos até 8 centímetros. Fêmeas até os 12 centímetros. No entanto, em estado selvagem estes peixes podem ser maiores.
  • Ocupação do aquário: estes peixes vivem na zona central do aquário
  • Número de Espadas: estes peixes devem viver em grupo com pelo menos mais 4 ou 5 peixes. O número de fêmeas deve ser sempre superior ao dos machos
  • Convivência com outras espécies: possível
  • Aquário: Água doce, com comprimento mínimo de 1 metro.
  • Temperatura da água: Entre 18 e 28 graus Celsius
  • pH da água: água pouco dura, com pH entre 7,0 e 8,3
  • Alimentação: os Espadas comem tudo, comida viva, congelada e ração
  • Grau de dificuldade: simples, mesmo para principiantes

Sabrina Quente
Profilbild von zooplus Magazin Autorin Sabrina Quente

Animals have accompanied me for as long as I can remember - there is hardly a child's photo without a budgie on my head or a cat on my lap. For more than ten years, I have been writing as an editor about various topics ranging from health insurance to cat ownership. Always with me: my cat Mimi, who is the best source of inspiration for many texts and knows when it's time for a break from writing.


Os nossos artigos mais relevantes
10 min

Peixe-palhaço

Os peixe-palhaço são animais de água salgada, oriundos do Pacífico e apresentam tons que variam entre o preto, laranja, amarelo e vermelho.
5 min

Ciclídeos

A maioria dos elementos da família dos ciclídeos fazem parte do grupo dos peixes ornamentais originários dos trópicos e subtrópicos.