Canário

Canário

Canário

Cuidados a ter com um canário

Os canários são conhecidos por serem aves fáceis de manter, já que cuidam de si mesmos, isto é, desde que lhes sejam oferecidos os meios necessários, como uma banheira, poleiros e osso de choco. Porém, por vezes, o animal depende também da ajuda do dono.

Alimentaçao do canário

Deve oferecer ao seu canário uma mistura de diferentes sementes para canários, pois estas constituem a base da sua dieta. A mistura deve ser composta, por exemplo, por sementes de gramíneas, sementes de linhaça, sementes de alface e sementes pretas. Como auxílio digestivo, o grit é um suplemento indispensável. Para uma dieta variada, é recomendável oferecer ao seu canário forragem, mas com cuidados redobrados, pois algumas plantas são tóxicas para as aves. O mesmo se aplica às frutas e vegetais.

Qual a esperança média de vida dos canários?

Recebendo os cuidados apropriados, a esperança média de vida dos canários situa-se entre os 10 e os 15 anos.

Período reprodutor dos canários

A época de reprodução inicia-se na primavera. O macho começa a cortejar a fêmea, encorajando-a a fazer o ninho. Por norma, o primeiro ovo é posto na manhã seguinte à conclusão do ninho. São postos entre 3 a 5 ovos.

kanarienvogel

Comportamento dos canários

Estas aves devem ser mantidas, no mínimo, em pares; porém, o recomendado é que sejam criadas em grupo. Em nenhuma circunstância devem viver em isolamento. Em grupo, a atitude do macho na companhia de várias fêmeas não levanta grandes problemas, sendo esta “constelação familiar” ideal para principiantes. Deve ter-se em atenção o tamanho do aviário, que depende, claro, do tamanho do grupo; o ideal é que os pássaros consigam voar sem obstáculos. Ainda assim, são recomendados momentos diários de voo livre pelo apartamento.

Higiene dos canários

Se o seu canário é averso aos banhos, é importante ludibriá-lo, contribuindo assim para que a plumagem se mantenha limpa – experimente encher um borrifador com água morna e pulverize o animal até que este fique bem molhado e verá como o passarinho se sacode e se lava exaustivamente. Porém, caso a ave se apresente negligente nos cuidados com o seu corpo, deve certificar-se que a cloaca não está colada. O melhor é limpar as áreas mais sujas com uma esponja e água morna.

Mudança da plumagem

A mudança anual das penas, que tem início no pico do verão e termina cerca de oito semanas depois, é um período cansativo para as aves. Não as ouvirá cantar tanto quanto antes e precisam de muito descanso. Os banhos diários têm nestas semanas especial importância, pois estimula a queda da plumagem. Coloque, duas vezes ao dia, água morna na banheira do passarinho, isto para que a banhoca seja ainda mais apetitosa! Certifique-se de que o animal não fica exposto a correntes de ar enquanto seca no seu poleiro; sem estes cuidados, poderá facilmente constipar-se.
Os canários precisam de uma alimentação variada. Existem no mercado suplementos indicados para o período da mudança das penas e que oferecem aos animais todos os minerais e vitaminas necessários. Um comedouro extra é prático e será útil para oferecer pequenas quantidades de suplementos. Ofereça diariamente verduras frescas ao animal – os dentes-de-leão são excelentes. Suplementos alimentares para pássaros encontram-se disponíveis na loja online da zooplus.

Mudança das escamas no canário

Além da plumagem, também as escamas nas pernas e patas dos canários mudam todos os anos. Tratando-se de aves mais velhas ou de aves com pouco contacto com a água, pode dar-se o caso de estarem sobrepostas várias camadas de escamas, ao passo que a pele tem um aspeto escamoso e espesso. Lavar as patinhas com água quente contribui para que as escamas antigas se soltem. Pode ainda mimar o seu canário e massajar suavemente pernas e patas três vezes por ano com um creme gordo ou uma pomada à base de pedra calcária, à venda em lojas para animais domésticos. No entanto, caso as patinhas voltem à sua aparência escamosa, a ave pode estar infestada com ácaros; se assim for, o melhor é dirigir-se ao veterinário.

Cuidados com as garras

Se as garras do seu canário estiverem demasiado longas, é essencial que as corte. Se tal não for feito, o animal pode não conseguir andar, pois tropeça nos próprios pés, dobra os dedos ou fica preso nas grades da gaiola e magoa-se. Segure-o com uma mão e puxe uma das patas com o dedo indicador e o polegar. Agora, segure-o contra a luz e poderá ver os vasos sanguíneos. Corte a pontinha da garra. Certifique-se que deixa um pedaço de escama nova e tente manter a forma natural das garras. Se cortar mais do que devia, aplique um pedaço de algodão hemostático (disponível nas farmácias).

Cuidados com o bico

Em alguns pássaros, o bico superior pode ficar demasiado longo ou pode mesmo crescer outro meio bico e para que o seu canário continue a comer com prazer, o bico deve ser cortado. Esta não é uma tarefa fácil, pois o bico é bastante duro e são exigidos cuidados redobrados para não magoar a língua. Caso se sinta confiante o suficiente para levar a cabo o procedimento, o nosso conselho é que, antes disso, observe o veterinário em ação.
Se o animal receber os cuidados certos, depressa se sentirá confortável e presenteará novamente o dono com a sua boa disposição e a sua alegre cantoria.

Doenças dos canários

  • Varíola
    Trata-se de um vírus mortal para os pássaros. A vacinação é importante e pode prevenir a doença, mas não é infalível e não se conhecem ainda tratamentos para esta doença. Caso o animal já se encontre doente, tal notar-se-á nas patas e no bico e rapidamente terá dificuldade em respirar.
  • Ovo preso (hipocalcémia)
    Às fêmeas pode acontecer que o ovo fique preso no oviduto. O ventre está distendido e a ave está exausta e sem forças. Dado que esta condição pode tornar-se rapidamente fatal, é imperativo dirigir-se ao veterinário.
  • Infestação de ácaros
    Os ácaros são parasitas bastante comuns nos canários e podem atacar diferentes regiões do corpo: nos sacos aéreos, por exemplo, os ácaros podem causar ruídos respiratórios; na plumagem, são visíveis a olho nu e, em consequência, o pássaro estará constantemente a lavar-se. Uma infestação é, por norma, sinónimo de deficientes condições de habitação.

Descubra todos os produtos relacionados com a temática “Aves” na loja online da zooplus!

Os nossos artigos mais relevantes

Caturra

As caturras procuram o contacto com animais da mesma espécie e se isso não for possível ligam-se aos humanos e exigem atenção a 100%.

Canário

Os canários são conhecidos por serem aves que cuidam de si mesmos desde que lhes sejam oferecidos os meios necessários.

Agapornis

Os agapornis necessitam de bastante espaço para se movimentarem sem restrições por isso um viveiro é a melhor opção para esta espécie.