Cães necessitados: qualquer pessoa pode ajudar

São inúmeros os cães necessitados e dependentes do auxílio de associações protetoras dos animais. E existem formas simples de ajudar.

Nem todos os cães vivem acarinhados em família. São centenas e centenas os cães que aguardam em canis para serem adotados. Outros, ainda, vivem em santuários ou requerem cuidados permanentes, devido a situações de doença crónica ou de velhice. Mas a verdade é que as associações protetoras dos animais têm despesas e ocupam muito tempo. É por este motivo que muitas organizações contam com a ajuda dos amigos dos animais. Se tem vontade de ajudar uma destas associações, conte com este artigo para lhe dar algumas dicas e ideias e descubra como pode ajudar patudos necessitados.

Ajudar cães necessitados no local

É muito enérgico e gostaria de ajudar animais no local onde se encontram? Então a participação ativa é para si. Dirija-se a um canil ou a uma associação à sua escolha. Os funcionários ficarão contentes por lhe indicar como pode contribuir de forma útil. Este envolvimento ativo não é necessariamente permanente. Se não dispõe de tanto tempo assim, talvez possa ajudar numa ou outra ocasião especial.

Em primeiro lugar, reflita acerca das suas capacidades particulares. Gosta de trabalhar com crianças ou de ensinar? Se é o seu caso pode, por exemplo, contribuir dando aulas acerca do bem-estar animal ou orientar um grupo de jovens. Caso tenha conhecimentos de programação, pode melhorar a presença online da associação de proteção de animais.

São muitas as opções para uma participação ativa. Apresentamos-lhe algumas:

Passeios

É fã de cães, mas não tem espaço, tempo ou as condições financeiras para adotar o seu próprio cão? Já pensou em voluntariar-se para passear os cães do canil? Cães necessitados mal podem esperar para conhecer circuitos diferentes na sua companhia. Durante os passeios aproveite para desfrutar da natureza junto do seu companheiro de quatro patas. E escusado será dizer que assim se mantêm ambos em boa forma – uma situação win-win para humanos e animais!

As regras dos passeios variam de canil para canil. No entanto, é importante para ambas as partes a existência de um seguro de responsabilidade que cubra um hipotético acidente durante o passeio. Digamos que a maioria dos voluntários tem que se tornar membro da respetiva associação protetora dos animais, além de frequentar um pequeno curso de treino ou introdução à atividade. Depois disto, o canil irá atribuir-lhe para passear cães adequados às suas capacidades.

Ao dedicar-se a passear cães está simultaneamente a apoiar o trabalho dos canis e a manter-se em forma.

O trabalho manual também é muito útil

Como fã de cães certamente aprecia a companhia destes patudos. Porém, existem outras áreas para as quais pode contribuir, melhorando a qualidade de vida de cães necessitados. A maioria das organizações protetoras dos animais tem certamente trabalhos de renovação de maior ou menor escala, infelizmente pendentes, seja por falta de tempo ou de financiamento. Se tem jeito para o trabalho manual aqui tem uma oportunidade para contribuir.
De acordo com as características das instalações de cada canil, podem alicar-se as seguintes tarefas:

  • Cortar sebes, remover ervas daninhas, cortar árvores, isto é, trabalho de jardinagem;
  • Pequenas reparações em cercas, casotas ou noutras partes das instalações;
  • Pintura das instalações.

Ajudar a partir de casa

Se prefere ajudar os patudos a partir de casa saiba que também é possível e que são várias as ações possíveis. Ajude cães necessitados com posts e mensagens nas redes sociais. Desta forma está a sensibilizar o público para a questão da proteção dos animais.

Muitos dos canis e associações também organizam pequenas festas ou dias em que estão abertos ao público em geral. Qualquer ajuda é preciosa! Gosta de cozinhar? Então pode oferecer um bolo, por exemplo. Se tem jeito para a costura, pode usar esta habilidade para ajudar os patudos – experimente criar trelas e coleiras coloridas ou tapetes olfativos. Dependendo das necessidades da associação, pode oferecer os objetos à própria ou vendê-los nas festas e doar o valor obtido.

Tornar-me família de acolhimento temporário

Tem bastante experiência com cães – além de espaço e tempo – e gostaria de ajudar um cão necessitado? É comum as associações protetoras dos animais procurarem famílias de acolhimento temporário. O objetivo é que cuide do cão, partilhando o seu dia a dia com ele, levando-o ao veterinário e recebendo potenciais interessados na adoção.

Regra geral, a sua ajuda é temporária, não se pretendendo mais do que agir como intermediário. Contudo, em alguns casos são procurados cuidadores permanentes para cães com doenças crónicas ou bastante idosos. Embora desafiante é uma tarefa de louvar e estará a proporcionar a um animal necessitado toda a segurança e cuidados de que precisa e que de outra forma não os obtém com regularidade.

Muitas organizações internacionais de apoio a cães procuram famílias de acolhimento temporário por toda a Europa; algumas destas associações cobrem até as despesas veterinárias e alimentares dos patudos.

Fazer doações a associações protetoras de cães

O princípio das doações a organizações protetoras de animais aplica-se também a doações às que se dedicam exclusivamente aos cães: qualquer associação está disponível para receber doações em dinheiro ou em géneros. Deixamos-lhe abaixo algumas dicas para fazer doações em dinheiro, além de outras ideias que não requerem um porquinho mealheiro.

Doações em géneros

O seu companheiro de quatro patas desdenha da caminha ou do cestinho novos? O seu arnês já lhe está apertado? Desde que bem estimados, a maior parte dos canis recebe de bom grado doações em géneros. Se pretende doar bens alimentares tenha em conta que a comida deve ser entregue na sua embalagem original, acompanhada da data de validade; se assim não for, as organizações não as poderão receber.

No entanto, nem só os animais têm solicitações; por vezes, estão em falta objetos do dia a dia, como uma máquina de lavar roupa, toalhas ou ferramentas. Várias destas associações vão listando nos seus sites aquilo de que mais precisam, a cada momento.

Não se esqueça de que pode encomendar quaisquer acessórios e comida na loja online da zooplus e enviá-los diretamente para um canil à sua escolha. Apoiamos as organizações de bem-estar animal com o nosso programa de pontos.

Doações em dinheiro

As doações em dinheiro são sempre uma excelente ajuda, pois cada organização vai gastando os seus fundos de acordo com os bens mais necessários. Antes de fazer doações deste tipo, faça alguma investigação acerca da organização, certificando-se, por exemplo, que esta não tem fins lucrativos. Não só lhe dá segurança, como vantagens: as associações sem fins lucrativos podem emitir recibos que lhe reduzem a carga fiscal.

Doações simbólicas, mas regulares podem fazer uma grande diferença – como o pagamento das quotas de sócio ou o patrocínio de cães de difícil adoção. Entradas regulares de dinheiro permitem também às associações planear o futuro com mais segurança.

Heranças em nome de cães necessitados

A proteção destes nossos patudos é importante para muitos amigos dos animais, mesmo após a sua morte. É possível nomear uma associação protetora dos animais como herdeira, deixando-lhe a parte ou a totalidade dos bens em herança. Em particular, esta é uma opção para quem não tem parentes próximos, já que nestas circunstâncias e sem testamento os bens do falecido são automaticamente deixados ao Estado.

Além disso, heranças a organizações sem fins lucrativos são isentas de impostos. Em suma, é tudo por uma boa causa, isto é, o benefício de cães necessitados. Recomendamos que se aconselhe-se junto de um notário acerca dos diversos aspetos do testamento. De qualquer modo, assegure-se de que o testamento é fácil de identificar, está completo e assinado.

Pontos para cães necessitados: o programa zooPontos da zooplus

Com o programa zooPontos da zooplus basta comprar na nossa loja para poder ajudar animais necessitados. Por cada encomenda efetuada na loja da zooplus está a acumular pontos, podendo estes ser trocados por prémios ou doados a animais que precisem. Ao selecionar esta última opção, a zooplus irá converter a doação dos seus pontos em doação de comida.

Os destinatários mudam a cada três meses. A maioria são centros de proteção de animais que se dedicam a cuidar de diferentes tipos de animais, desde cães a hamsters. Seja como for, ao doar os seus pontos estará a ajudar a encher as barrigas de muitos patudos necessitados.

Produtos zoolove

Outra forma de apoiar uma boa causa produtos zoolove enquanto faz as suas compras é através dos produtos zoolove. No caso destes produtos, a zooplus doa automaticamente 10% do valor das vendas a uma protetora de animais.
Os destinatários mudam a cada três meses e tratam-se de associações sem fins lucrativos. Pode encontrar informação detalhada acerca dos beneficiários no site do projeto. Em 2019, por exemplo, a zooplus doou cerca de 250 000 euros a 45 organizações espalhadas pela Europa.

Trazer o amor pelos cães para o dia a dia

Qualquer dono pode contribuir no seu dia a dia para a proteção dos interesses destes patudos. Dê o exemplo: é deste modo que se transforma num embaixador do amor pelos cães. Porém, isto não significa que deva oferecer dicas de treino não solicitadas durante os passeios. Em vez disso, atente nas questões e preocupações dos outros donos.
É também possível ajudar a vizinhança. O seu vizinho partiu o tornozelo? Pergunte-lhe se precisa de ajuda com os passeios. O dog sharing é outra opção interessante. Esta modalidade permite a quem não é dono de um cão aliviar a pressão dos donos durante algumas horas, ao mesmo tempo que passa tempo de qualidade com um companheiro de quatro patas.

Agora sim, conhece algumas formas de apoiar cães necessitados, seja com trabalho manual, doações ou simplesmente ao comprar produtos na zooplus. Recomendamos contactar as organizações de bem-estar animal ou canino da sua região e questione os funcionários acerca do melhor modo de ajudar.

Os nossos artigos mais relevantes

Adoção de cães

Se quer adotar um cão e está à procura dum cão sem raça definida, deve dirigir-se a uma associação protetora de animais.