Os cachorrinhos podem tomar banho? This article is verified by a vet

welpen-baden-768×512

Não há problema nenhum em dar banho ao seu cachorrinho de vez em quando.

A chegada de um cachorrinho à família é um momento especial. Por isso, nesta altura a maioria dos donos vai pesquisar artigos sobre alimentação, brinquedos ou sobre as melhores estratégias de educação para o seu pequeno patudo. Mas muitas vezes só quando ele salta para uma poça lamacenta é que surge a questão: posso dar banho ao meu cachorro? Neste artigo encontra informações importantes que lhe permitem responder a esta pergunta.

Posso dar banho ao meu cachorro?

Ao contrário do que se passa com os seres humanos, os cachorros não precisam de tomar banho regularmente com sabonete ou champô. Pois os nossos cachorros possuem uma espécie de mecanismo natural de proteção contra a sujidade constituído pela camada lipídica da pele e pela própria pelagem. Neste processo, as pequenas partículas da pele morta atingem a superfície da pelagem através dos pelos.

Além disso, banhos com produtos de limpeza vão atingir necessariamente a camada lipídica da pele e se forem frequentes podem provocar irritações na pele. Os cachorros com este problema apresentam partes da pele avermelhadas e comichão.

No entanto, se o seu cachorro resolveu brincar na lama ou fazer buracos no quintal o banho pode ser inevitável. Assim, o importante é realmente dar banho ao seu pequeno patudo o menor número de vezes possível.

Às vezes não é possível evitar dar banho ao seu cachorro. Mas os banhos não devem ser frequentes.

Qual a forma correta de dar banho ao meu cachorro?

É importante que o seu cachorro veja o banho como uma situação positiva para que não fique com medo da banheira ou do chuveiro. Abaixo encontra algumas dicas para criar uma boa experiência no banho.

  • O piso de muitas banheiras e duches são superfícies lisas onde o seu cachorrinho pode escorregar. Para evitar que isto aconteça, coloque um tapete antiderrapante no chão.
  • O seu cachorrinho deve estar descontraído antes de entrar para o banho. E para ele o banho deve tornar-se um acontecimento natural. Assim, antes de ir dar banho ao seu pequeno patudo o ambiente em casa deve ser calmo.
  • Recompense o seu patudo com uma guloseima quando ele entra na casa de banho e o coloca na banheira. Deste modo ele aprende a associar o banho a uma situação positiva.
  • Controle a temperatura da água antes de iniciar o banho. Por exemplo, teste a temperatura nas costas da mão. Assim evita que ele sinta frio com água muito fria ou se queime com água quente.
  • O jato de água não deve ser muito forte para não assustar o seu cachorrinho. Além disso, mantenha o jato de água longe dos olhos. Deve também ter cuidado para que os produtos de higiene não atinjam os olhos, pois estes produtos podem ser irritantes.
  • Inicie o banho pelas pernas do seu pequeno patudo e passe calmamente para o peito e barriga. Depois lave as costas e por fim massageie o pescoço e a cabeça com o champô.

Quais os produtos de higiene mais adequados?

Nem sempre é necessário dar banho ao seu cachorrinho com produtos de higiene. Muitas vezes basta lavá-lo com água corrente e massagear o pelo.

Mas os produtos de higiene podem ser necessários. Assim sendo, deve usar um champô especial para cachorros. Estes champôs são mais adequados à pele mais sensível dos cachorros em comparação com os produtos convencionais, pois apresentam um pH suave e não contêm ingredientes irritantes.

A pele dos cachorrinhos

A pele dos nossos cachorrinhos é o seu maior órgão corporal. Como tal, a pele regula o calor corporal e atua igualmente como barreira protetora contra estímulos mecânicos e físicos. Além disso, a pele também é um dos mais importantes órgãos sensoriais captando indicadores de pressão, dor e calor.

Assim, a pele dos cachorrinhos é um órgão absolutamente vital para a sua sobrevivência. Não é portanto surpreendente que a pele deve ser protegida. A constituição biológica dá à pele uma proteção natural através da camada lipídica superior. Os lípidos, como por exemplo as gorduras, são biomoléculas com características simultaneamente hidrofóbicas, ou seja, rejeitam a água, e hidrofílicas, ou seja, aceitam a água. Deste modo a camada lipídica protege a pele da desidratação e outros impactos ambientais.

Na loja zooplus para cachorros e cães jovens encontra tudo o que precisa para que o seu patudo seja saudável e feliz.

 


Franziska G., veterinária
Franziska G.

Estudei medicina veterinária na Universidade Justus-Liebig em Gießen, onde pude ganhar alguma experiência em vários campos, como medicina para pequenos e grandes animais, medicina exótica, farmacologia, patologia e higiene alimentar. Desde então, não trabalhei apenas como autora veterinária. Também trabalhei na minha tese, que foi influenciada cientificamente. O meu objetivo é proteger melhor os animais contra patógenos bacterianos no futuro. Além do meu conhecimento, partilho as minhas próprias experiências como dono de um cão e, assim, consigo entender e dissipar medos e problemas, bem como outras questões de saúde animal.


Os nossos artigos mais relevantes